recusa de exames

A operadora do plano de saúde contratado não pode deliberadamente praticar a recusa de cobertura de exames aos seus conveniados. Quando o conveniado/cliente sofre este tipo de constrangimento, se recorrer às vias judiciais, terá o seu constrangimento ressarcido por ter sido causado a ele um dano, mais especificamente um dano moral, por ter o seu direito restringido.

A vida e a saúde são garantidas pela Lei Maior, ou seja, pela Constituição Federal. O procedimento a ser realizado pode até não estar elencado no rol da ANS, porém, o que é mais importante: o enriquecimento da operadora ou a saúde do ser humano?

É lógico que é a saúde do ser humano em primeiro lugar, motivo pelo qual nossos tribunais na maioria dos casos julgam em favor do beneficiado/cliente.

Então, ao ter o seu exame ou algum outro procedimento médico negado pelo seu plano de saúde, consulte-nos para ter o seu direito garantido e a possibilidade de realizar todos os procedimentos necessários a manutenção de sua saúde.

A pessoa já adere a um plano de saúde, ao qual, paga mensalmente o valor estipulado, para que possa utilizá-lo em um momento de precisão/angústia, pois, infelizmente não podemos contar com o Sistema Único de Saúde – SUS que não supri as necessidades básicas de saúde do povo brasileiro.

Assim, o fato de a pessoa aderir a um plano de saúde, significa que ela o faz para não passar por restrições na hora em que necessitar ver sua saúde suprida por procedimentos médicos e hospitalares. No entanto, não é isso o que vem acontecendo na maioria das vezes, tendo o seu direito resguardado somente quando procura um advogado para ter seus direitos garantidos através de um processo judicial.

Se precisar de nossa equipe para te ajudar com esta questão, basta entrar em contato!